Opinião

Sobre mulheres Destemidas e todos sermos feministas

Tudo começou há muito tempo atrás, quando alguém acreditou que as mulheres podiam sentir-se no direito de ter acesso às mesmas oportunidades e liberdades que os homens. O feminismo nunca foi sobre acreditarmos que as mulheres são superiores aos homens. Que somos sequer iguais. Também nunca foi sobre diminuir o caminho dos homens ao longo da história. Nunca foi uma desculpa para praticarmos misandria.

A Chimamanda resume de forma brilhante este tema quando diz que o problema com as questões de género está no facto de estas serem prescritivas ao invés de reconhecerem e valorizarem as diferenças entre nós. Imaginem como seríamos mais felizes e livres se pudéssemos ser o nosso verdadeiro Eu sem o peso das expectativas de género.

Entre meia dúzia de conversas e um copo de vinho há sempre alguém que pergunta – E porque não chamar-lhe Humanismo? Sendo o Feminismo uma luta centrada em garantir a justiça e equidade para todos, esta luta assenta numa desigualdade para as mulheres. Por essa razão, trata-se de darmos um nome ao problema. Se é sobre as diferenças na forma como mulheres e homens são tratados que falamos, porque não chamar-lhe Feminismo?

Hoje continuamos a debater estes temas como se a discussão se resumisse ao feito de aliciarmos o nosso oponente a concordar com as nossas ideas. Hoje ainda temos séries como as Destemidas, inspiradas no bonito livro da Pénélope Bagieu, a serem censuradas por abordarem temas que os pais muitas vezes tem dificuldade em compreender. 

Os nossos comportamentos são a reação a uma sociedade que nos ensina que nos devemos medir e comparar constantemente.  Séries como as Destemidas tem assim um papel fundamental numa educação que muitos pais teimam ainda em não dar aos seus filhos.

Porque é uma luta de todos e para todos, ser Feminista é admitir que o problema existe e que todos temos de pôr mãos à obra.

Autor

Sonha em construir uma casa no Trisio. Acredita que sonhar não custa e por isso gosta de ter os pés um pouco levantados do chão.