Opinião Paisagem

Oleiros e as suas sete maravilhas

Não sei se haverá mais vilas no mundo que se possam orgulhar de terem 7 açudes à sua volta, como é o caso de Oleiros, mas num raio de 10km é possível passear à beira da Ribeira de Oleiros e encontrar pelo caminho sete açudes lindíssimos.

Oficialmente os sete açudes estão distribuídos por duas rotas pedonais, a rota “À descoberta da Ribeira” e o “Trilho do cabrito”. No entanto, a minha rota começa um açude acima da Praia Fluvial, ou seja, eu começo sempre no Açude dos Estorneiros e só depois desço para o Açude Pinto, onde se localiza a praia fluvial, local onde começa a primeira rota oficial. Começo aqui, porque é um açude muito bonito onde até um banho dá para tomar.

Açude dos Estorneiros: Localização (coordenada) N 39° 55.277 W 007° 53.018


A partir do Açude Pinto, começamos a descer a ribeira pelo seu lado esquerdo onde podemos encontrar doze painéis interpretativos para poder aprender mais sobre o património material e imaterial desta bela localidade.

Açude Pinto: N 39º55’16.46 W 7º53’31.55

A paisagem é belíssima e ninguém está preparado para o que a seguir irá encontrar, o Açude mais lindo do mundo, o da Lameira! Tanto faz descobri-lo na Primavera, Verão, Outono ou Inverno, a beleza é sempre de cortar a respiração!

Açude da Lameira: Localização (coordenada): N 39° 54.996 W 007° 54.210

E lá continuamos nós, ribeira abaixo até a Ponte Grande aparecer, altura em que devemos passar para o lado direito da Ribeira e continuar o passeio. Durante o percurso, convém ir bem atentos porque é possível avistar lontras, garças, ginetas e mesmo esquilos, por isso olhos bem abertos, se fazem favor!

Bem perto do Açude da Salina, entramos no Trilho do Cabrito e infelizmente, nem todo o percurso está limpo, mas não podem desistir até porque ainda faltam três açudes maravilhosos!

Açude da Salina: Localização (coordenada): N 39° 54.917 W 007° 55.235

O percurso continua bem perto dos Refúgios do Pinhal até encontrarmos o Açude da Tojeira com um belo moinho de água ao seu lado. Aqui, podemos e devemos atirar pedras para treinar o ricochete por cima da água e só depois continuar em direcção a uma pequena ponte de madeira e virar à direita para nos podermos deliciar com um pequeno miradouro e voltar novamente aos Refúgios do Pinhal.

Açude da Tojeira: Localização (coordenada): N 39° 54.626 W 007° 55.231

Altura de nos afastarmos um pouco da ribeira, para a reencontrar na Tapadona com o seu Açude onde até podemos fazer um pequeno picnic.

Açude da Tapadona: Localização (coordenada): N 39° 54.584 W 007° 55.817

Energias repostas, voltamos à beira da ribeira e andamos um pouco até o Açude do Gozendo nos aparecer à frente com todo o seu esplendor.

Açude do Gozendo: Localização (coordenada): N 39° 54.532 W 007° 56.011


Ir a Oleiros e não fazer este percurso é como ir a um jardim e não ver flores.

E passadiços já há muitos, digo eu.

Fica a dica!

Autor

Tradutora por habilitação, professora por profissão, viajante e curiosa pelo mundo por opção.