Artes Opinião

Vemo-nos daqui a 25 anos

“Vemo-nos daqui a 25 anos.”

Num momento de delírio, são estas as palavras que Laura Palmer dirige ao agente Dale Cooper, no último episódio da segunda série de Twin Peaks, em Junho de 1991.

A série norte-americana que apareceu pelas mãos de David Lynch e Mark Frost foi exibida pela primeira vez a 8 de Abril de 1990 pela ABC. Foi considerada uma produção muito avassaladora para a época, com um universo de personagens bastante excêntricos e misteriosos, com uma carga de surrealismo associada.

Com muito suspense à mistura, os episódios da série vão desvendando a pouco e pouco o mistério de um assassinato de uma carismática estudante, Laura Palmer (Sheryl Lee).

A verdade é que, para felicidade dos fãs, a série teve direito a uma terceira temporada em 2017, precisamente 25 anos depois. Com apenas 18 episódios e com muitos dos actores do elenco da série original, como o já referido, agente Dale Cooper (Kyle MacLachlan). Muitos rumores se criaram em torno da sublime massa narrativa que é Twin Peaks. Até Steven Spielberg quis “meter mão” no primeiro episódio da segunda temporada, propondo a David Lynch, realizar um episódio o mais esquisito possível. Ao que parece, Lynch não aceitou a sua proposta e assumiu novamente o papel de realizador.

Mas há mais: no ano de 1993, aquando da estreia de Twin Peaks na Rússia, consta que o líder político Mikhail Gorbatchov terá tentado saber junto de George W. Bush quem teria sido o autor do assassinato de Laura Palmer. Há muito que os americanos sabiam quem teria assassinado Laura Palmer.

Nem o genérico da série ficou fora do circulo de rumores. “Love team”, a canção de abertura, foi composta por Angelo Badalamenti compositor em vários filmes de Lynch e, segundo consta, terá sido criada num tempo record de 20 minutos, sem o autor conhecer nada do seu argumento, nem visualizar quaisquer imagens da série.

Em torno deste grande sucesso, a extraordinariamente perturbadora série, foi gerando muitas discussões que a tornaram fascinante no mundo televisivo até aos dias de hoje.

Autor

Cantora e compositora, tem a música como paixão a tempo inteiro. O resto fica para as horas vagas.